Como substituir uma comutação de escada com inversor por sonoff T1


(Paulo Morgado) #21

NÃo é o caso, o HA estando no ar tenho total controle dos T1, alias é o que tenho nos que já estão instalados e a funcionar, trabalham autónomos ou ligados ao HA, bem como todos os sensores de CO, fumo e gás.


(Luís Miguel Andrade) #22

Um teleruptor de 2 canais pode retornar o estado para o T1 master. Ficando garantido assim o estado atualizado no mqtt e HA, quando voltar a estar disponível.


(Paulo Morgado) #23

e sabes o esquema a aplicar ?


(Luís Miguel Andrade) #24

O esquema é simples… mas, depende do telerruptor.
Basicamente, o teleruptor vai fechar/abrir o circuito da fase quando é recebido um pulso de 220v que sai de um qualquer T1. No caso de um teleruptor duplo, utilizas o outro canal para fechar um circuito de um gpio do T1 master a gnd, como se fosse um switch adicional.


(Nuno Neves) #25

Se é para usar essa solução, há uma versão melhor…
Usa um shelly 1 em vez do telerruptor… Funciona tudo igual, com a vantagem de que ele transmite o estado ao HA! :wink:


(Paulo Morgado) #26

essa do shelly 1 parece-me muito bem, vou para a net estudar o shelly 1, embora nesse cenário ficava um t1 sempre ligado,


(Luís Miguel Andrade) #27

Boa sugestão @Maddoctor. Em termos de preço, até deve ser mais barato do que um telerruptor. Talvez seja a solução mais simples e prática de instalar. Não a mais barata.

Contudo, uma solução de 3xT1 mais o shelly1… seria uma alternativa a tentar puxar o gpio para os outros interruptores.


(Luís Miguel Andrade) #28

Nenhum T1 vai ficar com o relé sempre ligado. Eles só enviam um pulso de 220v para o shelly. Quem vai gerir estados e relés é o shelly.

A ideia do teleruptor ou shelly… teria como objectivo manteres ao máximo a estética, com a desvantagem económica.


(Nuno Franclim Sousa) #29

Um T1 num dos locais e 1 ou 2 destes resolve:

Certo que ficam a comunicar por 433 sem encriptação, mas se for só uma luz pode não ser uma falha de segurança muito grande!


(Nuno Reis) #30

Hmm, eu tenho uma ligação desse género, 3 interruptores para uma lampada, presumo que sejam 2 interruptores normais e um inversor de grupo que é o interruptor do meio dessa imagem.
Assim sendo, trocar os interruptores “das pontas” do circuito não deve levantar um problema com dois T1 com tasmota.
Se não houver WiFi, as mensagens mqtt perdem-se, mas electronicamente o botão funciona e acende a luz, com as settings certas ele mantém o estado do botão certo e quando houver WiFi, e se religar ao mqtt broker deve atualizar o estado.

O ponto aqui é só como substituir o inversor de grupo que serve para comutações acima de dois pontos.
(e serve de botão também), certo?
Não há smart Inversores de grupo ainda correto? :stuck_out_tongue:
Tirando o inversor os dois T1 deixam de funcionar…

Se pegarmos num Sonoff T1 ou outro de 2 gangs metermos tasmota não dá para fazer um inversor de grupo via tasmota?


(Paulo Morgado) #31

eu tenho um desses e funciona muito bem a questao é que fisicamente é diferente dos restantes, depois esteticamente nao vai ficar bem


(Paulo Morgado) #32

a ideia é existir redundância e o circuito poder funcionar sem recorrer a tecnologia


(Nuno Reis) #33

Sim, o software dá para operar os interruptores internamente, sem recorrer nada externo.
Por uma questão de estética, se a programação do tasmota der, podias por um de 3 gangs com o espelho de 1 gang, usas botão central.
O outros 2 nao funcionam podes até remover os modulos de touch.

Se de alguma forma internamente ordenar os reles do gang 1 e 3 inverterem conforme de usa o gang 2, o do meio, criando um inversor de grupo via tasmota (internamente no interrupor)
Se houver WiFi, tudo reporta via mqtt ao HA, se nao houver WiFi, eles operam electronicamente sem problemas.
Isto é do que entendo até agora do tasmota e de inversores de grupo, posso estar enganado, um expert de tasmota é que podia elucidar se via a programação do tasmota isto funcionaria.
Até porque o ajudaria a si e a mim tb.
Só não troquei todos porque tenho montes de comutações duplas e uma tripla que me estão a dar a volta ao miolo no piso de baixo da casa.


(Nuno Franclim Sousa) #34

É verdade que não é igualzinho, mas tem as suas parecenças :sweat_smile:.


(Miguel António C. P. S. Rodrigues) #35

Todos os Sonoff T1 precisam ser alimentado para que o Wifi funione, pelo que terá de ter sempre fase e neutro. No caso de mais do que um interruptor (simulando uma escada ou paralela) na realidade apenas 1 controla a lampada os restantes devem-se ligar ao primeiro de forma logica. Na realidade com as Scenes da app eWelink consegue fazer isso, ou em qualquer outro sitio mas sempre com a mesma logica. Se chamarmos aos 3 interruptores INT1, INT2 e INT3, tem de construir 6 scenarios.
se INT1 ON then INT2 e INT3 ON,
se INT1 OFF then INT2 e INT3 OFF,
se INT2 ON then INT1 e INT3 ON,

Desta forma garante que estão sempre todos coordenados quando 1 apaga apagam todos quando 1 acende acendem todos. Na realidade apenas o INT1 está fisicamente a controlar a lampada mas liga se qualquer 1 dos outros ligar e desliga se qualquer um dos outros desligar.

penso que a solução do Nuno Neves é a mais proxima da ideal


(Paulo Morgado) #36

Obrigado a todos pelas idieas, assim que tiver tempo irei estudar o shelly 1 a ver ser realmente é a solução, outra que me ocorreu é meter um pir fora do ha e a luz ficar completamente automática e deixo so um interruptor para quando tiver que ligar a iluminação manualmente , e quando tudo estiver a funcionar ira aparecer a solução ideal, é sempre assim :fearful:


(Nuno Reis) #37

O exemplo é para 2 interruptores, mas no fim ele coloca a imagem com um terceiro no meio, que é o ficheiro anexo.
Isto é para um sonoff basic flashado com tasmota, mantens os interruptores “normais”.
O T1 é um interruptor normal não é de comutação, portanto até inventarem um para acompanhar a coisa, é o que há.
Ando à procura de uma solução idêntica dado que no andar de baixo da moradia é 90% comutações para as luzes todas…
Usar os T1, mantendo comutação, eventualmente com um shelly em cada interruptor, ando a estudar essa possibilidade.
Se descobrir faço um update à coisa.


(Nuno Neves) #38

Esta solução implica passar um fio adicional da 1a caixa para a última… Como já tinha sido dito acima… É sempre uma opção… Não esquecer que vão existir fios muito longos ligados ao gpio e, portanto, muita interferência que terá que ser compensada com um low pass filter…