Nova construção 100% HA


(Hugo Pinto) #1

Estou a preparar um projeto de uma moradia e vou apostar numa integração 100% HA.
Vou querer integrar tudo o possível por cabo de rede e evitar o possível Wifi:
Térmico: estores, bomba calor, geotermia, piso radiante, controlo de temperatura por divisão
Eletricidade: fotovoltaico com gestão de baterias/consumo/carga, iluminação (exterior e interior)
Águas: consumo, rega, depósito pluviais, bomba e sistemas de piscina
Segurança: camaras, sensores de presença por divisão e acesso, sensores de abertura

Se alguém já fez algo parecido, por favor partilhe a experiência.

Começando pelo início. O eletricista consegue aprovar legalmente a instalação e perante o seguro podem existir entraves ou motivo para não assumirem responsabilidade em caso de incêndio, choque ou outro acidente relacionado com este sistema?

Como a energia será produzida por 30 painéis fotovoltaicos (12v), com baterias de apoio (12V) e como a maioria dos sistemas e iluminação são de 12v, devo ter uma instalação de 220VAC e outra de 12v para evitar perdas de eficiência e custos ou não se justifica?

Concretização da solução:

TÉRMICO
Controlo do movimento dos estores
Gestão da Bomba de calor
Gestão da geotermia com o solar e bomba de calor
Gestão das áreas de piso radiante
MULTISENSOR Controlo de temperatura por divisão

ELETRICIDADE
MULTISENSOR Interruptor de 3 canais (centraliizado) de iluminação por divisão

ÁGUAS

SEGURANÇA
Camaras - IP; PoE (Power over ethernet);
MULTISENSOR - Deteção de presença por divisão

REDE E MULTIMEDIA
Switch XX portas, por piso
Unidade central de controlo em RaspberryPi e Web

MULTISENSOR será um equipamento que se colocará acoplado ao interruptor, com sensor de presença e temperatura, por cada divisão.


(Rodolfo) #2

Quais são os equipamentos que vais instalar?


(Luís Miguel Andrade) #3

Bem-vindo @mop98915

Atualmente, estou a concluir um projecto que incluiu o referido, com o adicional de mais algumas outras como: redundância de alimentação em zonas críticas (iluminação, estores elétricos, bombas,… ), multimédia, IPTV (servidor interno), VOIP, multiroom áudio, zonas vídeo, …

A base das comunicações dos sensores e atuadores é por bus ou ligação direta ao controlador, dispensando redes de rádio,… podendo também funcionar em conjunto/paralelo.

O HA (pode vir a estar num cluster de alta disponibilidade), servirá de integrador, comando, automações,… podendo todo o sistema funcionar de forma independente. Como o sistema é baseado num topologia de rede não centralizada é possível ter avarias ou anomalias em determinadas zonas e as restantes continuaram a funcionar normalmente ou, ao ser detectado uma avaria, assumirem o controlo.

A companhia de seguros não deve colocar qualquer tipo de entrave (só se for por limitação no conhecimento técnico ou documentação),… como até deve ter em conta toda a alarmistica para inundações, incêndio, roubo,… caso esses sistemas tiverem sustentados por equipamentos certificados por normas nacionais e europeias.

Relativamente a essa solução de fotovoltaico, tenho algumas reservas.


(Hugo Pinto) #4

Estou a pesquisar isso mesmo, para garantir que cada equipamento tenha comunicação garantida, com o sistema.
Não tenho ainda marcas definidas por isso procuro alguns exemplos de casos feitos para tirar ideias, comparar e ‘cozinhar’ a minha solução.


(Hugo Pinto) #5

Olá Luis
Obrigado pela informação.
Redundância de alimentação idealizo de o fazer com o pack de baterias
Para multimédia estava a contar basear tudo no Plex
VOIP, multiroom audio e zonas video, não tinha pensado…
Concordo muito com o BUS, mais ainda com ligação direta e wifi só em último caso para temas não criticos.
O tema de ter equipamentos certificados CE é crucial
O fotovoltaico é para ser utilizado como fonte principal de energia, com as baterias,mas sei que terei de compensar as faltas com a rede elétrica externa.

Há algum link onde existam projetos completos com detalhe do material e montagem que foi feita? a minha ideia era tentar juntar partes que me interessasse de cada projeto e juntar tudo numa solução.


(Luís Miguel Andrade) #6

Cada projecto é um caso… com as mais diversas especificidades, requisitos e encargos diferentes consoante a vontade, necessidade e disponibilidade financeira de cada um.

Em linhas gerais, a tecnologia de sensores e atuadores que estou a utilizar é baseada no bus knx, para sistemas críticos. Dentro deste protocolo existem muitas marcas e modelos.

Para equipamentos de suporte a rede estruturada (switch, routers,…) e wifi (pontos de acesso), está a ser aplicada com equipamentos da unifi.

A nível de servidor será utilizado um qnap para VMs (HA, … ) , gestão de conteúdos multimédia, IPTV (tvheadhend), VOIP (freepbx),…

Existem diversos posts no fórum que abordam parte do referido. Contudo, desconheço um post com tudo descrito como pretendes.


(Hugo Pinto) #7

Bom… aqui está o primeiro então… fica como cobaia


(Jorge Silva) #8

Já existem projetos com um nível de integrações bastante elevado, em que integram algumas das funcionalidades descritas e outras. Concordo com o Luis, cada caso é um caso, não há dois projetos iguais.
Caso opte por protocolo knx, poderei dar algumas dicas.
Quanto ao fotovoltaico, não sou entendido no assunto, mas penso que a solução de alimentação a 12v, não será a melhor. Penso que se ligar as baterias a um inversor para converter para 230v deverá ser mais rentável.


(Hugo Pinto) #9

No 1º post vou gradualmente começando a idealizar a solução